3 de dezembro de 2010

RESENHA CURA INTERIOR – Parte II

A SALVAÇÃO DAS NOSSAS ALMAS  (Continuação...)


Como podemos ser curados?

3.1.Admitir que precisamos de cura – Os que se acham sãos nunca procuram os médicos. 
Ex: Jesus e o paralítico: “Queres ficar são???

3.2.Crer que há cura em Deus – É preciso apropriar-se dos benefícios da cruz.

3.3.Entrar em contato com as lembranças dolorosas – Muitas vezes será
necessário externar (colocar para fora, através da confissão, do choro, da
expressão) velhos sentimentos escondidos. 
                                 Ex: Jesus e o homem da mão mirrada / 
                                 O segredo é: “Lembra de onde caíste”.

3.4.Romper os domínios de Satanás – Numa atitude de fé, tirar as situações
traumáticas das mãos do diabo. Não permitir mais que ele as use.

“Sacode-te do pó, levanta-te e toma assento, ó Jerusalém; solta-te das
cadeias de teu pescoço, ó cativa filha de Sião.”Is 52:2

3.5Vencer as lembranças dolorosas – Enfrentar as situações do passado e
declarar o perdão e a vitória do Senhor.
Se o filho do homem vos libertar, verdadeiramente sereis livres!”


Esse processo não se trata de regressão, hipnose ou coisa parecida, mas de
deixar que o Espírito Santo nos leve a lembrar ou ter consciência de fatos que
traumatizaram nossas vidas. Ninguém vai perder a consciência! Nós não enfrentamos estás lembranças sozinhas mas Jesus
vai estar ao seu lado, segurando sua mão.

Ministre Cura à suas lembranças:
  • Vamos confessar a Deus o nosso pecado. Ex: falta de confiança nEle, falta de perdão...Um dos momentos mais difíceis, pois vamos ao pai  com esses pedidos e precisamos realmente estarmos ciente da importância e responsabilidade, somos responsáveis por isso. Precisamos querer perdoar e confiar na Palavra de Deus.
  • não vai vamos enfrentar essas lembranças sozinhas, mas Jesus
    vai estar ao nosso lado, segurando nossa mão.
    Orar para que mente e emoções estejam completamente sujeitas ao Espírito
    Santo. Deixe Jesus levar sua lembrança...
    Jesus preservou você.
    Jesus nunca te deixa só! Se isso tivesse acontecido, Satanás teria acabado com você. Foi
    isso o que ele sempre quis. As pessoas, seu pai, sua mãe, seus professores,
    aqueles que lhe humilharam, traíram, decepcionaram não são exatamente os
    culpados. Mais do que tudo, eles eram vítima da sua ignorância, fraqueza e
    falta de Deus. Esse é o momento de perdoá-los, de liberar a vida deles e a sua.
    A mágoa aprisiona. O ódio mata. Não vale à pena viver com isso!



Nenhum comentário:

NO CAMPO DA MENTE É QUE NÓS NOS DECLARAMOS DERROTADOS OU VITORIOSOS.